Demanda aumentada faz empresas investirem na produtividade de leite

Com o aumento da demanda, a baixa margem de lucro do setor obriga as fazendas a aumentar a escala e investir na produtividade. Empresas de grande porte, como a Agrindus estão trabalhando 24 horas por dia, produzindo em média cerca de 45 mil litros diariamente. São mais de 16 milhões de litros ao ano. A Agrindus S/A é uma empresa com 66 anos de atuação, situada em Descalvado, interior de São Paulo, referência em tecnologia de alta produtividade na exploração leiteira. A propriedade está entre os maiores produtores leiteiros do Brasil, ficando atrás apenas da Bela Vista, empresa mineira, que chega a 23 milhões de litros de leite ao ano.

O Brasil ocupa o sexto lugar mundial em produção leiteira, porém cerca de 20% desta produção vem de produtores informais, que não possuem tecnologia, obtendo leite de vacas de baixa produtividade. Segundo Jorge Rubez, presidente da Leite Brasil, em uma análise deste mercado, hoje existem mais de 1,2 milhão de produtores, entre grandes, médios e pequenos, com tendência a cair pela metade nos próximos quatro ou cinco anos. Segundo Rubez, o setor vai se profissionalizar, como uma tendência de mercado de qualidade, pois a indústria para melhor pelo leite de ótima qualidade e o consumidor está cada vez mais exigente. Leia mais

Com informações de Revista Globo Rural

Por Oraide Maria Woehl

Anúncios
Esse post foi publicado em Economia e Negócios, Indústria Agroalimentar / Agronegócios e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s